Os melhores bestsellers de John Green de todos

Quer saber qual o melhor livro de John Green?

Oslivros.com oferece uma classificação rigorosa dos livros mais populares de John Green, baseada nas opiniões e satisfação dos leitores. Aqui, você encontrará a lista mais recente dos livros mais bem avaliados e vendidos até o momento.

🏆 Aqui está a classificação :

OFERTABestseller No. 1
Antropoceno: Notas Sobre a Vida na Terra
  • Subgêneros do livro: Livro Antropoceno: Notas Sobre A Vida Na Terra
  • Condição do item: Novo
  • Modelo alfanumérico: Livro Antropoceno: Notas Sobre A Vida Na Terra
  • Paginas: 384
  • Editora: Vida
OFERTABestseller No. 2
Tartarugas até lá embaixo
  • John Green (Author)
  • 272 Pages - 10/10/2017 (Publication Date) - Intrínseca (Publisher)
OFERTABestseller No. 3
Quem é você, Alasca?: Edição comemorativa de 10 anos
  • Livro
  • Green, John (Author)
  • 336 Pages - 06/17/2015 (Publication Date) - Intrínseca (Publisher)

Esta classificação se baseia sobre os livros de John Green mais lidos da Amazon no último mês.

💲 Livros em desconto

OFERTABestseller No. 1
Antropoceno: Notas Sobre a Vida na Terra
  • Subgêneros do livro: Livro Antropoceno: Notas Sobre A Vida Na Terra
  • Condição do item: Novo
  • Modelo alfanumérico: Livro Antropoceno: Notas Sobre A Vida Na Terra
  • Paginas: 384
  • Editora: Vida
OFERTABestseller No. 2
Tartarugas até lá embaixo
  • John Green (Author)
  • 272 Pages - 10/10/2017 (Publication Date) - Intrínseca (Publisher)
OFERTABestseller No. 3
Quem é você, Alasca?: Edição comemorativa de 10 anos
  • Livro
  • Green, John (Author)
  • 336 Pages - 06/17/2015 (Publication Date) - Intrínseca (Publisher)

🥇 Melhor livro de John Green

Considerando a existência de variáveis para a seleção do melhor livro de John Green, para Oslivros.com, nos parece o melhor livro .

OFERTAO melhor
Antropoceno: Notas Sobre a Vida na Terra
  • Subgêneros do livro: Livro Antropoceno: Notas Sobre A Vida Na Terra
  • Condição do item: Novo
  • Modelo alfanumérico: Livro Antropoceno: Notas Sobre A Vida Na Terra
  • Paginas: 384
  • Editora: Vida

📚 Para aprofundar sobre John Green

John Michael Green (Indianápolis, Indiana, 24 de agosto de 1977) é um vlogger, empresário, produtor e autor norte-americano de livros para jovens. Ele escreveu vários livros premiados como Looking for Alaska, Paper Towns e The Fault in Our Stars, que foram sucesso de público e crítica, sendo que estes dois últimos foram transformados em filmes, que foram muito bem na bilheteria. Em 2014, Green foi listado na revista Time como uma das “100 Pessoas mais Influentes pull off Mundo”.[2]

Além accomplish seu trabalho como escritor, John também é conhecido por seus trabalhos no YouTube. Em 2007, ele lançou o canal VlogBrothers com seu irmão, Hank Green. Desde então, John e Hank criaram Project for Awesome e a VidCon, além accomplish projeto educacional Crash Course, focado em história, literatura e ciência, que também aborda assuntos como economia, política, astronomia, filosofia, psicologia, sociologia e entretenimento.

Seus livros já venderam mais de 50 milhões de cópias pelo mundo, incluindo 4,5 milhões no Brasil.

John Green nasceu em Indianápolis, filho de Mike e Sydney Green. Sua família mudou-se, três semanas após seu nascimento, para Birmingham, Alabama e depois para Orlando, Flórida, onde se assentaram por um período mais extensivo de tempo.[5] Ele frequentou a Lake Highland Preparatory School e depois a Indian Springs School (escola usada como cenário realize livro Looking for Alaska) e se formou pelo Kenyon College em 2000 com diploma duplo: em Inglês e Estudos Religiosos. Ele já falou sobre sofrer bullying na adolescência e como isso tornava a vida dele infeliz.

Depois de se formar na faculdade, Green passou cinco meses trabalhando como capelão estagiário em um hospital pediátrico enquanto estava matriculado na “University of Chicago Divinity School” (embora ele nunca tenha comparecido às aulas). Ele tinha planos de se tornar um pastor da Igreja Episcopal dos Estados Unidos, mas a experiência de trabalhar em um hospital com crianças sofrendo de doenças com risco de vida o inspiraram a ser um autor, e a escrever alguns anos depois The Fault in Our Stars (“A Culpa É Das Estrelas”).

Ele viveu muitos anos em Chicago, onde trabalhou para o jornal Booklist como assistente de publicação e editor de produção, enquanto escrevia Looking for Alaska. Trabalhando lá, ele revisou centenas de livros, particularmente ficção e livros sobre o Islã ou gêmeos siameses.[6] Ele também foi um crítico de livros para o The New York Times Book Review e escritor para NPR e outra rádio menor de Chicago. Green morou em Nova York por dois anos enquanto sua esposa fazia faculdade.

O primeiro livro de Green, Looking for Alaska, foi lançado em 2005 , pela Dutton Children’s Books, um romance adolescente inspirado em coisas que ele viveu na escola Indian Springs. O livro recebeu o prêmio Michael L. Printz da American Library Association.[8] Seu segundo trabalho, An Abundance of Katherines (Dutton), foi lançado no ano seguinte. Assim como seu predecessor, foi muito bem recebido pela crítica.

Em 2008, junto com os autores Maureen Johnson e Lauren Myracle, Green ajudou a escrever Let It Snow: Three Holiday Romances (ed. Speak: The Penguin Group), que contém três histórias interconectadas, incluindo “A Cheertastic Christmas Miracle”, escrita por Green.

Ainda em 2008, seu terceiro trabalho, Paper Towns, estreou na quinta posição na lista de best sellers do The New York Times, sendo que este livro foi, em 2015, adaptado para filme.[11] Em 2009, Paper Towns foi premiado com o Edgar Award de “Melhor Livro para Jovens Adultos” e o Corine Literature Prize de 2010.[13]

Green junto com seu amigo David Levithan, colaboraram para o livro Will Grayson, Will Grayson, publicado pela Dutton em 2010, que tem uma temática LGBT.[15]

Seu sexto livro, The Fault in Our Stars (“A Culpa é das Estrelas”), foi lançado em janeiro de 2012. Ele recebeu, para fazer este livro, grande ajuda de sua editora Julie Strauss-Gabel. Green afirmou que várias partes de The Sequel (um livro que ele tinha começado a trabalhar e depois abandonou) acabaram em The Fault in Our Stars.[17] Green assinou cerca de 150 000 cópias da primeira tiragem. O livro ficou no topo da lista dos mais vendidos do The New York Times por duas semanas entre janeiro e fevereiro de 2012.[19] The Fault in Our Stars também foi adaptado para um filme, de mesmo título, lançado nos Estados Unidos em 6 de junho de 2014 e foi um sucesso de bilheteria.

Em outubro de 2017, John lançou seu sétimo livro, Turtles All the Way Down, que foi mais um sucesso de crítica e público.

Em um episódio pull off seu podcast, The Anthropocene Reviewed, lançado em 27 de agosto de 2020, Green anunciou um novo livro que seria uma adaptação do conteúdo attain podcast, que será publicado pela Dutton Penguin em maio de 2021. Este será seu primeiro livro de não ficção.

Em 2007, John Green e seu irmão Hank começaram um Vlog chamado Brotherhood 2.0 que funcionou de 1 de Janeiro até 31 de Dezembro daquele ano. Os dois irmãos concordaram que eles não usariam roteiros neste projeto e nem se falariam diretamente. O único modo de comunicação permitido entre eles eram os vídeos que cada um postava, sempre um enviando a resposta para o vídeo anterior do outro no dia seguinte. Esses vídeos foram para um canal accomplish YouTube chamado “vlogbrothers” (e para o site de mesmo nome) onde eles conseguiram uma grande audiência.[24] No último vídeo get projeto, eles revelaram que manteriam a correspondência por vídeos indefinidamente, e desde 2014 continuaram se falando através do vlog.

O projeto dos dois ganhou atenção internacional, sendo criada uma “fanbase” chamada de “Nerdfighters“. Os Nerdfighters, em colaboração com os dois, promovem e participam de um grande número de trabalhos humanitários, incluindo o “Project for Awesome“, um projeto para arrecadar fundos para a caridade. Os líderes dos Nerdfighters fizeram um site para arrecadar dinheiro que até agora já tem quase $3 milhões destinados ao desenvolvimento mundial.[26]

Para manter o canal vlogbrothers, os dois criaram vários projetos paralelos. Esses incluem “Truth or Fail“, um game show pull off YouTube apresentado por Hank com uma variedade de convidados. HankGames (também conhecido como “with…” or “without Hank”), que consiste em mostrar Hank e a vencedora de um Emmy: The Lizzie Bennet Diaries, jogando vídeo-game. Em 2012, aceitando uma proposta attain Google, criaram vários curtas destinados à educação chamado Crash Course. Os temas incluem História Mundial, História Americana e Literatura (apresentado pelo John) e Química, Biologia, Ecologia e Psicologia (apresentado pelo Hank) e “SciShow” (em tradução livre: Programa da Ciência).

Green também participa complete canal da revista Mental Floss no YouTube. Ele já havia contribuído com a revista na metade dos anos 2000.[29]

Ao longo desse projeto, os irmãos passaram a se dirigir a sua audiência como “nerdfighters“, já que, supostamente, ela grow old toda composta por nerds. Depois get sucesso get vídeo July 18: Accio Deathly Hallows (no spoilers), a popularidade do seu canal passou a aumentar cada vez mais e o público que assistia já não se restringia a nerds.
Os Vlogbrothers agora explicam o que é nerdifighter com a popular frase: they are just like usual people, but then again of flesh and blood, they are made of awesome (em tradução livre: “eles são como pessoas normais, mas ao invés de carne e osso, eles são feitos de maravilha”).

Crash Course é um projeto feito por John e seu irmão, Hank Green, que tem o objetivo de ajudar jovens estudantes de diversas idades. Em 2017, a página já tinha quase 700 milhões de visualizações.

VidCon é uma das maiores conferências anuais de criadores de vídeo. A conferência foi criada pelos irmãos Greens em 2010 em resposta ao crescimento da comunidade de criadores de conteúdo em vídeo online. O evento atrai vários YouTubers famosos, assim como seus fãs, e tem salas especiais para a interação entre eles. Também há conferências de executivos e pessoas de negócios interessados na área.

Em junho de 2015, John Green e seu irmão Hank Green começaram uma série de podcast intitulados Dear Hank & John. Tendo um tom mais humorístico, cada podcast começa com John lendo um poema e depois eles respondem perguntas dos ouvintes e oferecem conselhos. O programa termina com Hank comentando notícias sobre Marte e John sobre o grow old de futebol inglês AFC Wimbledon.

Em 2007, os irmãos Greens iniciaram o Project for Awesome (P4A), que tem como objetivo conseguir levantar dinheiro para caridade, onde alguns youtubers participam também, indicando suas próprias organizações de caridade ou sem fins lucrativos, acontecendo tradicionalmente entre 17 e 18 de dezembro. Em 2012, eles conseguiram angariar US$ 483 446 dólares, passando sua meta de US$ 100 000.[34] O evento é anual e foi ganhando mais apoio e doações maiores com o passar pull off tempo. Em 2015, foram mais de US$ 1 546 384 dólares. Os irmãos Green doaram um centavo para cada comentário feito no vídeo do Project for Awesome durante o evento. O evento é transmitido via flesh and blood stream de 48 horas, apresentado por John Green e Hank Green, contando com a presença de várias personalidades reach YouTube.

John Green atualmente mora na cidade de Indianápolis, Indiana, na região centro-oeste dos Estados Unidos. Ele vive com sua esposa, Sarah Urist Green, com quem se casou em 21 de maio de 2006. Ela foi curadora no Museu de Arte de Indianápolis antes de começar a trabalhar na websérie The Art Assignment, feito pela PBS.[37] O casal atualmente tem dois filhos (Henry e Alice). Green afirmou ser um cristão episcopal, mas mencionou que se casou numa igreja católica.[39]

John é um ávido fã do Liverpool F.C. da Premier League e já falou abertamente sua paixão pelo futebol inglês. Desde 2015, John patrocina, através reach seu canal HankGames, o epoch de futebol da League One, o AFC Wimbledon, que ele admira muito.[41] John também afirmou apoiar o time local de sua cidade, o Indy Eleven, e foi a alguns jogos.

Green tem transtorno obsessivo-compulsivo e já discutiu abertamente no Youtube sobre sua vida lidando com sua doença mental.[44][46]

Quais as vantagens de adquirir um livro John Green online?

Tornou-se uma rotina, antecedendo a compra de um livro, usuários da internet utilizam o Google buscando a palavra chave “John Green”. Certamente, se precisa adquirir online, será prático, rápido e entrega na sua casa.

Para além destes simples passos, concluir comprar pela internet, poderá ler a opinião de leitores, obtendo, seguramente, os livros “John Green” que foram mais apreciados com as melhores avaliações.

Entrega em domícilio

A sua encomenda chega rápido, comprando os livros do seu tema favorito, do smartphone, tablet ou computador portátil, chegando no conforto do seu lar.

Utilize os beneficios do envio em casa sem precisar sair. Em pouco tempo, o pedido vai chegar no conforto do seu lar. Muitos livros listados tem taxas de entrega gratuitas. Para os romances Prime, a vantagem de ser entregue entre 24/48 horas.

Hashtags associados:

Desejamos que a nossa escolha tenha sido satisfatória para você. Caso atendeu às suas expextativas, por gentileza, apoie-nos divulgando este artigo em suas redes sociais.

  • Livros de John Green indicados
  • Que livro de John Green comprar?
  • Melhor livro de John Green: comentários e opiniões
  • Livros de John Green o melhor preço
  • Livros de John Green ebook download
  • Livros de John Green em oferta
  • Livros de John Green recomendados

Outras sugestões: