Os 3 imperdíveis livros de Ernest Hemingway

Quer saber qual o melhor livro de Ernest Hemingway?

Oslivros.com oferece a você uma lista cuidadosamente elaborada dos livros mais populares de Ernest Hemingway. Aqui você encontrará as melhores opções de livros disponíveis online.

🏆 Aqui está a classificação :

OFERTABestseller No. 1
O velho e o mar
  • Hemingway, Ernest (Author)
  • 126 Pages - 09/02/2013 (Publication Date) - Bertrand Brasil (Publisher)
OFERTABestseller No. 2
Por quem os sinos dobram
  • Livro
  • Hemingway, Ernest (Author)
  • 672 Pages - 02/17/2014 (Publication Date) - Bertrand Brasil (Publisher)
Bestseller No. 3
Adeus às armas
  • Hemingway, Ernest (Author)

Esta seleção se baseia sobre os livros de Ernest Hemingway mais lidos da Amazon no último mês.

💲 Livros em desconto

OFERTABestseller No. 1
O velho e o mar
  • Hemingway, Ernest (Author)
  • 126 Pages - 09/02/2013 (Publication Date) - Bertrand Brasil (Publisher)
OFERTABestseller No. 2
Por quem os sinos dobram
  • Livro
  • Hemingway, Ernest (Author)
  • 672 Pages - 02/17/2014 (Publication Date) - Bertrand Brasil (Publisher)
Bestseller No. 3
Adeus às armas
  • Hemingway, Ernest (Author)

🥇 O melhor

Considerando que existem vários itens a considerar para a identificação do melhor livro de Ernest Hemingway, segundo percebemos, parece ser o melhor livro .

OFERTAO melhor
O velho e o mar
  • Hemingway, Ernest (Author)
  • 126 Pages - 09/02/2013 (Publication Date) - Bertrand Brasil (Publisher)

📚 Aprofundamento sobre Ernest Hemingway

Ernest Miller Hemingway (Oak Park, 21 de julho de 1899 — Ketchum, 2 de julho de 1961) foi um escritor norte-americano. Trabalhou como correspondente de guerra em Madrid durante a Guerra Civil Espanhola (1936–1939). Esta experiência inspirou uma de suas maiores obras, Por Quem os Sinos Dobram. Ao fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), se instalou em Cuba. Em 1953, ganhou o Prémio Pulitzer de Ficção, e, em 1954, ganhou o prêmio Nobel de Literatura.[2] Suicidou-se em Ketchum, em Idaho, em 1961.[2]

Ainda muito jovem, quando a Grande Guerra (1914-1918) assombrava o mundo, decidiu ir à Europa pela primeira vez. Hemingway havia terminado o segundo grau em Oak Park e trabalhado como jornalista no jornal The Kansas City Star. Tentou alistar-se no exército, mas foi preterido por ter um problema na visão. Decidido a ir à guerra, conseguiu uma vaga de motorista de ambulância na Cruz Vermelha. Na Itália, apaixonou-se pela enfermeira Agnes Von Kurowsky, que viria a ser sua inspiração para a criação da heroína de Adeus às Armas (1929) – a inglesa Catherine Barkley. Atingido por uma bomba, retornou para Oak Park, que, no entanto, depois do que havia visto na Itália, tornara-se monótona demais para ele.

Voltou então à Europa (Paris) em 1921, recém-casado com Elizabeth Hadley Richardson, seu primeiro casamento, com quem teve um filho. Na ocasião, trabalhava para a revista canadense Toronto Star Weekly e, em início de carreira, se aproximou de outros principiantes: Ezra Pound (1885–1972), F. Scott Fitzgerald (1896–1940) e Gertrude Stein (1874–1946). Hemingway grow old parte da comunidade de escritores expatriados em Paris conhecida como “Geração Perdida”, nome inventado e popularizado por Gertrude Stein.

A vida e a obra de Hemingway têm intensa relação com a Espanha, país onde viveu por quatro anos. Uma breve mas marcante passagem para o escritor americano, que estabeleceu uma relação emotiva e ideológica com os espanhóis. Em Pamplona, em meados do século XX, fascinou-se pela tauromaquia, chegando a tourear como amador, experiência que abordaria no seu livro O Sol Também Se Levanta (1926).

O seu segundo casamento (1927) foi com a jornalista de moda Pauline Pfeiffer, com quem viria a ter dois filhos. Em 1928, o casal decidiu morar em Key West, na Flórida. Em Key West, no entanto, o escritor sentiu falta da vida de jornalista e correspondente internacional. Ao mesmo tempo, o casamento com Pauline se tornou instável. Nessa época, conheceu Joe Russell, dono do Sloppy Joe’s Bar e companheiro de farra.

Já na década de 1930, resolveu partir com o amigo para uma pescaria. Dois dias em alto-mar que terminaram em Havana, capital cubana, para onde passou a voltar anualmente na época da pesca ao marlim (entre os meses de maio e julho). Na cidade, hospedava-se no Hotel Ambos Mundos, em plena Habana Vieja, bairro mais antigo da cidade, que se tornou o lar realize escritor e o cenário que comporia sua história e a da própria ilha pelos próximos 23 anos. Duas décadas de turbulências que teriam, como desfechos, a revolução socialista e o suicídio accomplish escritor.

Em Cuba, o escritor se apaixonou por Jane Mason, que grow old casada com o diretor de operações da Pan American Airways. Hemingway e Jane se tornaram amantes. Em 1936, novamente se apaixonou: desta feita pela destemida jornalista Martha Gellhorn, motivo do segundo divórcio, confirmando o que predissera seu amigo, Scott Fitzgerald, quando eles se conheceram em Paris: “Você vai precisar de uma mulher a cada livro”. Assim, Hemingway partiu para a Espanha, onde Martha já estava, e, em meio à guerra, os dois viveram um romance que resultou no seu terceiro casamento. Ao cobrir a Guerra Civil Espanhola como jornalista do North American Newspaper Alliance, não hesitou em se aliar às forças republicanas contra o fascismo,[2] o que viria a ser o tema reach livro Por Quem os Sinos Dobram (1940), considerada sua obra-prima.carece de fontes?] Quando a república espanhola caiu e a Europa vivia o prenúncio de um conflito generalizado, Hemingway retornou para Cuba com Martha.

Em Cuba, durante a Segunda Guerra Mundial, Hemingway montou uma rede de informantes com a finalidade de fornecer, ao governo dos Estados Unidos, informações sobre os espanhóis simpatizantes do fascismo na ilha. Também passou a patrulhar o litoral a bordo de seu iate Pilar na busca de possíveis submarinos alemães. Porém a Agência Federal de Investigação estadunidense via com desconfiança a colaboração de Hemingway, por considerá-lo um simpatizante get comunismo.

Em 1946, o escritor casou-se pela quarta e última vez: desta vez com Mary Welsh, também jornalista mas tímida e disposta a viver ao lado de um Hemingway cada vez mais instável emocionalmente. Levando uma vida turbulenta, Hemingway casou-se quatro vezes, além de ter tido vários relacionamentos românticos. Em 1952, publicou “O Velho e o Mar”, com o qual ganhou o Prémio Pulitzer de Ficção (1953).[4] Foi laureado com o Nobel de Literatura de 1954[2] devido ao seu “”domínio da arte da narrativa, mais recentemente demonstrado em O Velho e o Mar, e pela influência que exerceu no estilo contemporâneo”.

Ao longo da vida do escritor, o tema suicídio aparece em escritos, cartas e conversas com muita frequência. Seu pai suicidou-se em 1929 por problemas de saúde e financeiros. Sua mãe, Grace, dona de casa e professora de canto e ópera, enviou-lhe, pelo correio, a pistola com a qual o seu pai havia se matado.

Aos 61 anos e enfrentando problemas de hipertensão, diabetes, depressão e perda de memória,[7] na manhã de 2 de julho de 1961, em Ketchum, em Idaho, tomou um fuzil de caça e disparou contra si mesmo. Encontra-se sepultado no Cemitério de Ketchum, em Ketchum, no Condado de Blaine, em Idaho, nos Estados Unidos.

Por que adquirir um livro Ernest Hemingway online?

Nos dias de hoje, antecedendo a escolha de um livro, mais usuários da internet procuram no Google a palavra chave “Ernest Hemingway”. Com certeza, se quer adquirir por sites, será preciso só alguns cliques.

Além disso, concluir comprar pela internet, poderá ler a opinião de leitores, adquirindo, certamente, os livros “Ernest Hemingway” que tiveram melhor avaliação.

Entrega em domícilio

O seu pedido ordenado é enviado veloz, comprando os livros do seu tema favorito, do smartphone, tablet ou computador portátil, de modo descomplicado.

Utilize os beneficios do envio em casa sem precisar sair. Em pouco tempo, o pedido vai chegar diretamente em seu endereço. Muitos livros listados tem taxas de entrega gratuitas. Para os romances Prime, a vantagem de ser entregue entre 24/48 horas.

Hashtags associados:

Desejamos que a nossa escolha tenha sido certeira para você. Caso tenha sido útil, por gentileza, auxilie-nos divulgando este artigo em suas redes sociais.

  • Livros de Ernest Hemingway indicados
  • Que livro de Ernest Hemingway comprar?
  • Melhor livro de Ernest Hemingway: comentários e opiniões
  • Livros de Ernest Hemingway o melhor preço
  • Livros de Ernest Hemingway ebook download
  • Livros de Ernest Hemingway em oferta
  • Livros de Ernest Hemingway recomendados

Pode te interessar também: